Manifestações violentas deixam 5 mortos em Guiné

Dacar, 20 fev (EFE).- Pelo menos cinco pessoas morreram em manifestações violentas ocorridas nesta segunda-feira em Conacri, capital da Guiné, informaram veículos de comunicação locais citando fontes governamentais.

Segundo o portal de informações gerais "Guinéenews", passeatas não autorizadas pelas autoridades administrativas desembocaram em enfrentamentos entre integrantes das forças de segurança e manifestantes.

Além das cinco vítimas mortais, outras 30 pessoas ficaram feridas, entre elas vários agentes das forças de segurança, segundo a mesma fonte.

O "Guinéenews" acrescentou ainda que 20 manifestantes foram detidos.

O governo da Guiné condenou em comunicado divulgado hoje a violência gerada por ditas manifestações e reafirmou sua "firme determinação" de perseguir todas as pessoas envolvidas no que rotulou de "atos bárbaros e retrógrados".

As manifestações foram convocadas por organizações e representantes da sociedade civil para exigir a retomada das aulas após um mês de greve convocada pelos sindicatos de ensino.

No domingo passado, o governo assinou um acordo com a maioria dos sindicatos para pôr fim à greve que paralisou o sistema de ensino durante quatro semanas.

Os sindicatos guineanos reivindicam um aumento de salário, entre outras reivindicações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos