Rebeldes iemenitas anunciam que fabricaram 4 aviões não tripulados

Sana, 26 fev (EFE).- Os rebeldes do Iêmen anunciaram neste domingo que fabricaram quatro aviões não tripulados para utilizá-los em missões de vigilância e combate, segundo um comunicado do Ministério da Defesa dos houthis.

A nota, veiculada pela agência de notícias oficial "Saba", que é controlada pelos rebeldes, detalhou que um dos drones está projetado para realizar ataques, tem autonomia de voo de duas horas e pode transportar uma bomba de até 30 quilos.

Além disso, o drone tem um sistema pelo qual registra o alvo, encontra sua localização e o ataca, segundo o Ministério da Defesa rebelde.

Os outros três aviões são para missões de vigilância e têm uma autonomia de voo de entre 90 e 120 minutos, e sua missão é a de localizar os "inimigos".

Para isso, dispõem de mecanismos modernos para regitrar imagens e seu tamanho é pequeno, os tornando difícies de serem detectados ou derrubados com mísseis, segundo o comunicado.

Em meados de fevereiro, o exército leal ao presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi afirmou ter derrubado dois drones dos rebeldes, supostamente fabricados no Irã, país que é acusado pelo governo iemenita de fornecer armas aos houthis.

O Iêmen se encontra imerso em um conflito armado entre as forças governamentais e os rebeldes, que ocuparam amplos territórios do país em 2014, entre eles a capital Sana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos