Austrália intensifica evacuações perante chegada do ciclone "Debbie"

Em Sydney

As autoridades da Austrália correm contra o relógio nesta segunda-feira (27) para evacuar milhares de pessoas perante a chegada do ciclone "Debbie", o mais potente dos últimos anos e que deve tocar terra na terça-feira no nordeste do país.

O "Debbie", atualmente de categoria 2, poderia alcançar a categoria 4 quando chegar em terra firme na terça-feira na costa norte do estado de Queensland, segundo o Escritório de Meteorologia australiano.

Esta agência indicou que a tempestade será a mais potente a afetar a Austrália desde o ciclone "Yasi" em 2011, que gerou uma ressaca que causou vários danos no litoral.

Os meteorologistas esperam que "Debbie" toque terra perto da cidade de Townsville com um núcleo de 100 quilômetros de largura e ventos de 230 km/h perto de seu centro.

"A força dos ventos esperados na região de Townsville será mais severa que aquela que experimentamos com o 'Yasi'", disse em entrevista coletiva nesta segunda-feira a chefe do governo de Queensland, Annastasia Palaszczuk.

As autoridades emitiram um alerta entre as cidades de Cardwell e St Lawrence, que, além de Townsville, inclui Mackay, Bowen, Collinsville e as turísticas ilhas de Whitsunday.

Milhares de pessoas já foram evacuadas da área e os centros educativos e creches foram fechados até novo aviso.

As companhias aéreas Jetstar, Virgin e Qantas cancelaram vários voos a Townsville, Hamilton e Mackay, segundo a agência local "AAP".

Mais de mil soldados dos serviços de emergência e das forças armadas australianas foram enviados à região para as tarefas preventivas perante a chegada de "Debbie".
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos