Suposto sucessor de "El Chapo" Guzmán é detido na Cidade do México

México, 2 mai (EFE).- Membros da Secretaria de Defesa e da Procuradoria-Geral detiveram nesta terça-feira, na Cidade do México, Dámaso López Núñez, considerado o suposto líder do cartel de Sinaloa e o sucessor de Joaquín "El Chapo" Guzmán, informaram as autoridades.

"Membros da SEDENA e PGR conseguiram capturar Damaso "N", suposto líder de organização criminosa", indicou a Procuradoria-Geral da República (PGR, Promotoria) em um boletim.

Dámaso López Núñez foi detido na colônia (bairro) Anzures, na Cidade do México.

"El Licenciado" era considerado o sucessor de Joaquín Guzmán no cartel de Sinaloa, depois de que este foi capturado em janeiro de 2016 em Los Mochis, no noroccidental estado de Sinaloa.

Considerado a mão direita do narcotraficante, após a detenção e extradição de Guzmán aos Estados Unidos se posicionou como a pessoa com mais possibilidades para substitui-lo.

Não obstante, entrou em disputa com os filhos de Guzmán e com o próprio Ismael "El Mayo" Zambada, que compartilhava a liderança do cartel de Sinaloa junto com Guzmán.

Somente neste ano, foram contabilizados 500 mortes no marco da disputa do cartel de Sinaloa entre Dámaso López e os filhos de Joaquín Guzmán, extraditado aos Estados Unidos em janeiro.

Em 12 de abril, três corpos foram lançados desde um pequeno avião em Eldorado, situado no município de Culiacán, controlado por Dámaso López.

Dois meses antes, no começo de fevereiro, os filhos de "El Chapo" Jesús Alfredo e Iván Archivaldo Guzmán publicaram uma carta denunciando que tinham sido feridos em um ataque ordenado por Dámaso López e estavam acompanhados por "El Mayo" Zambada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos