Rússia vai punir com prisão criadores de "grupos da morte" nas redes sociais

Moscou, 26 mai (EFE). - A Câmara dos Deputados da Rússia aprovou nesta sexta-feira uma lei que pune com prisão quem cria nas redes sociais os chamados "grupos da morte", como o jogo da Baleia Azul, e a incitação de menores de idade ao suicídio.

A norma, que surgiu pouco depois da publicação do artigo no jornal "Novaya Gazeta" sobre a existência de "grupos da morte" virtuais que supostamente incentivaram mais de 100 internautas jovens a se matar, foi aprovada por unanimidade. Assim, no Código Penal Russo aparecerão três novos artigos: instigar o suicídio e ajudar a cometê-lo, organizar grupos que incentivem o suicídio e captar menores para participar de atividades que ameacem sua integridade física.

A lei precisa agora passar pelo Conselho da Federação, o Senado russo, e ter a assinatura do presidente, Vladimir Putin. De acordo com a imprensa local, as penas podem chegar a oito anos de prisão.

Alguns críticos, dizem que a nova legislação permite múltiplas interpretações e dá margem a punir alguém por uma declaração infeliz. Além disso, indicam que os dados sobre as várias mortes provocadas pelos "grupos da morte" até agora não foram oficialmente confirmadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos