Papa recebe Trudeau pela primeira vez e ambos falam sobre resultados do G7

Cidade do Vaticano, 29 mai (EFE).- O papa Francisco recebeu nesta segunda-feira, pela primeira vez, o chefe do Governo do Canadá, Justin Trudeau, e ambos abordaram alguns dos assuntos tratados na cúpula do G7 realizada em Taormina (Sicília), sobretudo os relativos ao Oriente Médio, informou a Santa Sé.

O papa e Trudeau analisaram alguns dos resultados da cúpula do grupo das sete democracias mais industrializadas, do qual o Canadá faz parte junto aos seus parceiros da Alemanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido.

Especialmente, falaram sobre as zonas de conflito no Oriente Médio, um tema que surgiu na cúpula com o acordo dos líderes do G7 de aumentar seus esforços na luta contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e os pedidos à Rússia e Irã para que usem sua influência em Damasco para contribuir com a pacificação na Síria.

O papa e Trudeau sublinharam no encontro "as boas relações bilaterais entre a Santa Sé e o Canadá e a contribuição da Igreja Católica na vida social do país".

Além disso, falaram também sobre temas como a liberdade religiosa, a integração e "sobre as atuais problemáticas éticas".

O premiê canadense foi ao Vaticano acompanhado pela sua esposa, Sophie Trudeau, e após o encontro a sós com o papa, se reuniu, como é habitual, com o secretário de Estado vaticano, Pietro Parolin, e com o secretário para as Relações com os Estados, Paul Richard Gallagher.

Trudeu, de 45 anos, chegou ao Vaticano após participar em Bruxelas da Cúpula da Otan, na do G7 em Taormina e visitar ontem o município italiano de Amatrice (centro), devastado pelos terremotos de 24 de agosto de 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos