Prefeito de Londres qualifica ataques como "deliberados e covardes"

Em Londres

  • Neil Hall/Reuters

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, qualificou como "deliberados e covardes" os ataques realizados na London Bridge e no Borough Market da capital, e considerou que "não existe nenhuma justificação para tais atos bárbaros" nos quais mais de uma pessoa morreu e várias ficaram feridas.

"Os meus pensamentos estão com todos os afetados, e gostaria de agradecer aos valentes homens e mulheres dos nossos serviços de emergência, que foram os primeiros a chegar à cena e que trabalharão durante toda a noite", disse o prefeito em um comunicado.

O político trabalhista, que está em "estreito contato" com os altos chefes da polícia, que lhe mantêm informado de "todos os avanços" da investigação, declarou que participa neste domingo da reunião do comitê de emergência Cobra que será presidido pela primeira-ministra Theresa May, com o fim de avaliar a situação.

Enquanto se esclarecem os fatos, Khan pediu nessa mensagem aos cidadãos que evitem ir à área próxima a London Bridge e recomendou que a estação de metrô próxima permaneça fechada.

O prefeito pediu tanto a londrinos como a turistas que visitam a capital que "permaneçam tranquilos e vigilantes" e que liguem para a polícia caso detectem algo "suspeito".

"Ainda não sabemos todos os detalhes, mas isto foi um ataque deliberado e covarde contra londrinos inocentes e visitantes que desfrutavam da noite do sábado", disse Khan, "condenando" o sucedido "nos termos mais categóricos possíveis".

"Não existe nenhuma justificativa para tais atos bárbaros", acrescentou Khan.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos