Deputada britânica assassinada há 1 ano é homenageada com placa no Parlamento

Londres, 24 jun (EFE).- Os filhos da deputada trabalhista Jo Cox, assassinada poucos dias antes do referendo do Brexit por um cidadão simpatizante da extrema direita, apresentaram neste sábado uma placa desenhada por eles para homenagear à mãe no Parlamento britânico.

Cuillin, de seis anos, e Lejla, de quatro, participaram, ao lado do pai, da instalação do escudo na Câmara dos Comuns, com o lema "Mais em Comum", extraído do seu discurso de posse.

A placa, apresentada no Dia da Família, quando políticos e funcionários podem levar seus parentes para visitar o Parlamento, tem o fundo verde e quatro rosas, representando os quatro membros da família: duas vermelhas, em alusão ao Partido Trabalhista, e duas brancas, pelo condado de Yorkshire, onde Jo nasceu.

A deputada, que tinha 41 anos, foi baleada e esfaqueada por Thomas Mair, agora preso, logo depois de concluir um encontro com eleitores em Birstall, no norte da Inglaterra. O crime aconteceu em 16 de junho de 2016, menos de uma semana antes do referendo de 23 de junho sobre a permanência ou não do Reino Unido na União Europeia (UE).

Os deputados britânicos assassinados recebem homenagens no Parlamento de Londres com escudos heráldicos. Junto ao de Jo Cox estão o dos conservadores Ian Gow, morto em um atentado com carro-bomba do IRA, em 1990, e Airey Neave, vítima de um atentado em Westminster em 1979.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos