Morrem 10 líderes e combatentes de grupo vinculado ao EI no sul da Síria

Beirute, 29 jun (EFE).- Pelo menos dez líderes e combatentes do Exército de Jaled bin Walid, vinculado ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI), morreram nas últimas horas no sul da Síria em um bombardeio de aviões não identificados, informou nesta quinta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

As aeronaves atacaram o lugar onde estavam reunidos os dirigentes da organização na aldeia de Jilin, a leste da cidade de Deraa, capital da província de mesmo nome.

Entre os mortos se encontra o líder máximo do Jaled bin Walid, Abu Hisham al Rafaei, outros dois dirigentes do grupo - um deles um chefe militar -, três clérigos e quatro milicianos.

O OSDH assinalou que o grupo nomeou um novo líder depois do ocorrido.

Esta facção costuma agir no sul do país e nos últimos meses entrou em confronto com outros grupos armados na região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos