Ataque contra tropas egípcias deixa 26 militares mortos e 20 feridos no Sinai

(atualiza números de mortos e feridos)

Cairo, 7 jul (EFE).- Pelo menos 26 militares egípcios morreram e 20 ficaram feridos em um ataque contra um posto de controle das tropas ao sul da cidade de Rafah, fronteira com a Faixa de Gaza, informou nesta sexta-feira uma fonte dos serviços de segurança.

O porta-voz do Exército, Tamer al Refai, havia dito anteriormente que um total de 26 militares morreram ou ficaram feridos no ataque efetuado com "carros-bomba", sem especificar o número de mortes.

Em comunicado divulgado através da página oficial do Facebook das Forças Armadas, o porta-voz não indicou quantos veículos nem o lugar exato onde ocorreu a explosão.

As forças governamentais conseguiram abortar outros ataques de combatentes "takfiri" (radicais) contra vários postos de controle ao sul de Rafah. No decorrer desses ataques, as tropas mataram mais de 40 terroristas e destruíram seis veículos, disse o comunicado.

O Exército e a polícia egípcia enfrentam na Península do Sinai (nordeste) grupos armados radicais, entre eles a filial local do jihadista Estado Islâmico (EI). Os ataques se intensificaram desde a queda do presidente islamita Mohamed Mursi em um golpe de Estado militar em julho de 2013.

Desde então, os atos terroristas se multiplicaram no Egito, não só no Sinai, e geralmente os alvos são membros das forças de segurança, ainda que recentemente os cristãos coptas tenham sido alvo de quatro sangrentos atentados, todos reivindicados pelo EI. EFE

agm/vnm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos