PUBLICIDADE
Topo

EUA prometem perseguir traficantes após morte de 9 imigrantes no Texas

23/07/2017 21h36

Washington, 23 jul (EFE).- O secretário de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Kelly, prometeu neste domingo que seu Governo vai continuar trabalhando com o do México e dos países da América Central para erradicar os traficantes de pessoas e levá-los à Justiça, após a morte de nove imigrantes que estavam fechados em um caminhão no Texas.

"Esta tragédia demonstra a brutalidade da rede (de tráfego de pessoas) da que falo frequentemente. Estes traficantes não têm consideração pela vida humana e somente buscam benefícios econômicos", disse Kelly em comunicado.

"O Departamento de Segurança Nacional e seus parceiros em Estados Unidos, México e América Central vão continuar erradicando estes traficantes, levando-os à Justiça e desmantelando suas redes", acrescentou o secretário.

A reação de Kelly foi a de maior nível no Governo de Donald Trump ao fato da madrugada de domingo em San Antonio (Texas), quando 38 imigrantes foram encontrados dentro de um caminhão de carga no estacionamento de um grande armazém.

No seu comunicado, Kelly destacou o trabalho dos funcionários do Escritório de Imigração e Alfândegas (ICE), que "não só examinam e ajudam a julgar incidentes horríveis como este, mas também que eles e seus colegas da Proteção de Fronteiras e Alfândegas (CBP) trabalham duro dia e noite, 365 dias ao ano, para prevenir mortes e ferimentos sem sentido como estes".

"Eles arriscam suas vidas para recuperar e salvar as vidas daqueles que tentam a perigosa viagem para o norte através das redes de abuso e morte", acrescentou Kelly, cujo Departamento engloba ICE e CBP.

O motorista do caminhão, identificado como James Bradley, é por enquanto o único detido, e pode ser acusado de crimes tanto estatais como federais.