Maduro diz que primeira tarefa da Constituinte será transformar sistema de Justiça

Em Caracas

  • Carlos Garcias/Reuters

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

A Assembleia Nacional Constituinte (ANC) que será votada no domingo (30) na Venezuela para redigir uma nova Constituição terá como prioridade uma transformação do sistema de Justiça, informou neste sábado (29) o presidente do país, Nicolás Maduro.

"A transformação do sistema de Justiça para que haja paz e fortalecer a luta contra os delinquentes, a luta contra os crimes, pela segurança dos cidadãos", disse Maduro durante discurso transmitido pela televisão.

Nesse sentido, presidente voltou a criticar o trabalho da procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Díaz.

"Capturam um delinquente por aqui e por outro lado a Procuradoria está soltando, e capturam um 'guarimbero' [manifestante opositor] que queimou uma casa e quase matou um senhor em Mérida e no outro dia estão soltando", afirmou.

Por isso, para Maduro, a ANC tem que estabelecer como "primeiro passo" um sistema de Justiça que transforme a fundo o Ministério Público, um organismo que é um "desastre", disse.

"Não tenho dúvida, a esta altura, que é o primeiro passo a ser dado para que haja justiça, para que haja segurança no país", ressaltou.

Maduro convocou os venezuelanos a participarem massivamente nesta votação que, segundo Luisa, é rejeitada por 90% dos cidadãos.

A Assembleia Constituinte terá, uma vez instituída, poderes ilimitados para reformar o Estado, mudar o ordenamento jurídico e intervir em instituições.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos