Ator Tom Sizemore é acusado de abusar sexualmente de atriz de 11 anos em 2003

Los Angeles (EUA), 13 nov (EFE).- O ator americano Tom Sizemore supostamente abusou de uma atriz de 11 anos durante a gravação de um filme em 2003, uma agressão sexual que levou aos responsáveis pela produção a expulsá-lo temporariamente.

O site especializado "The Hollywood Reporter" falou nesta segunda-feira sobre este incidente, após falar com uma dúzia de atores e profissionais envolvidos na produção do longa-metragem.

A suposta vítima, que falou sob condição de anonimato, disse que recentemente contratou um advogado para descobrir se poderia empreender uma ação judicial contra Sizemore e seus próprios pais.

Por sua vez, o ator, através de seu agente Stephen Rice, se recusou a fazer comentários sobre essas acusações.

A suposta agressão aconteceu durante o último trecho da gravação do filme "Mente Perigosa" (2005) do diretor Morgan J. Freeman, quando num momento onde a menina tinha que sentar no colo de Sizemore, ele esfregou com força e colocou um dedo na sua vagina.

Depois de tomar conhecimento deste episódio, Sizemore foi afastado da produção, mas voltou a gravar meses mais tarde, depois que os pais da menor decidiram não apresentar acusações contra o ator.

Tom Sizemore tem um longo histórico de problemas com as drogas e com a lei, que inclui várias detenções e condenações por violência sexista.

O ator foi condenado no mesmo ano de 2003, por agredir sua ex-namorada Heidi Fleiss, enquanto em 2009 também foi acusado de maltratar sua namorada.

No ano passado, foi detido depois que sua atual companheira o denunciou por ter lhe agredido na cabeça.

Pelo caso de 2003, foi condenado a cumprir seis meses de prisão, embora a pena foi revertida para que ele participasse de um programa de reabilitação para dependentes químicos.

Sizemore, que concorreu a um Globo de Ouro pelo seu trabalho como protagonista no filme "Proteção à Testemunha" (1999), também atuou em produções como "Nascido em 4 de julho" (1989), "Caçadores de Emoção" (1991), "O Resgate do Soldado Ryan" (1998), "Falcão Negro em Perigo" e "Planeta Vermelho" (2000).

Após o escândalo em torno do poderoso produtor Harvey Weinstein, denunciado por dezenas de mulheres em diferentes casos de agressão sexual, Hollywood vive uma enorme polêmica diante do surgimento de novas acusações de abuso e assédio sexual que envolvem atores como Kevin Spacey, Dustin Hoffman, Louis C.K. e Ed Westwick, e cineastas como Brett Ratner e James Toback.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos