PUBLICIDADE
Topo

Perícia oficial indica que Santiago Maldonado morreu após afogamento em rio

24/11/2017 18h42

Buenos Aires, 24 nov (EFE).- O jovem Santiago Maldonado, que ficou 78 dias desaparecido na Argentina, morreu após ter se afogado no rio Chubut, informou nesta sexta-feira o juiz Gustavo Lleral.

Em entrevista coletiva após receber o relatório da perícia, feito por uma junta de 28 profissionais, o juiz do caso disse que além do afogamento, que será velado pela família neste sábado, a morte do jovem teve um "quadro hipotermia".

O corpo de Maldonado, de 28 anos, foi encontrado no dia 17 de outubro no rio Chubut, perto de onde tinha sido visto com vida pela última vez em 1º de agosto, quando participava de um protesto que foi reprimido pela polícia local. A família e órgãos de defesa dos direitos humanos acusam os agentes de terem matado o jovem.

"Foi estabelecido, com base em métodos científicos internacionais, que o corpo permaneceu debaixo da água por um período de mais de 53 dias", explicou Lleral.

As conclusões da perícia, que começou a ser feita no último dia 20 de outubro, três dias depois de o corpo ter sido encontrado, foram unânimes entre os profissionais que participaram do trabalho.

A investigação para esclarecer detalhes sobre o caso, assim como determinar se houve responsáveis pela morte de Maldonado, seguirá na Justiça. Agora, o juiz quer fazer uma reconstituição do dia do desaparecimento do jovem.

"Desde que comecei a investigação, disse que deveríamos ser pacientes. A partir de agora, deveremos ser ainda mais", afirmou o juiz.