PUBLICIDADE
Topo

Professora da creche envolvida em abuso de menores é presa na China

26/11/2017 02h39

Pequim, 26 nov (EFE).- Uma professora de creche de Pequim investigada os últimos dias por um possível caso de abuso de menores foi detida pela Polícia da china, informou neste domingo o jornal independente "South China Morning Post".

Segundo o periódico, uma mulher de 22 anos e de sobrenome Liu, foi detida no sábado à tarde como suspeita de ter participado nos supostos abusos sofridos por várias crianças num dos jardins de infância que a emissora americana "RYB" dirige na capital chinesa.

A creche parou nas manchetes da imprensa local nesta quinta-feira pelo fato de dezenas de pais terem se queixado que os seus filhos poderiam estar sendo abusados, inclusive sexualmente, após encontrar marcas de agulhas em algumas partes dos seus corpos e descobrir que lhes davam pílulas brancas desconhecidas com assiduidade.

Além disso, as autoridades locais informaram este sábado em comunicado que tinham solicitado ao dono da creche a demissão imediata do seu diretor, que foi destituído horas depois e se encontra também sob investigação policial.

Outra mulher de 31 anos também foi detida ontem acusada de ter divulgado falsos rumores em torno do caso, ao afirmar que um regimento militar estava envolvido nos supostos abusos dos menores, algo que o próprio Exército de Libertação Popular se apressou a desmentir na sexta-feira.

As detenções do sábado aconteceram depois que o Conselho de Estado anunciou no começo da manhã que realizaria uma inspeção "em nível nacional" por causa de "uma série de abusos em escolas de diversos pontos" do país e prometesse intensificar os controles sobre os docentes.