Papa se despede de Mianmar com missa para jovens, e viaja rumo a Bangladesh

Yangun (Mianmar), 29 nov (EFE).- O papa Francisco concluirá a visita a Mianmar na quinta-feira, quando celebrará uma missa dedicada aos jovens e depois viajará rumo a Bangladesh para se reunir com as autoridades do país.

O último ato em Mianmar será dedicado aos jovens católicos, com uma missa na catedral de Santa Maria, que deve reunir cerca de 20 mil pessoas na esplanada adjacente e no interior do templo. Depois, o pontífice seguirá ao aeroporto para viajar a Bangladesh, onde terá uma tarde repleta de atos.

Esta será a segunda viagem de um papa a Bangladesh, depois da que foi realizada por João Paulo II, em 1986. Durante a visita de Paulo VI, esse território ainda pertencia ao Paquistão.

O primeiro ato na agenda papal será uma visita ao Monumento dos Mártires, que homenageia os quem morreram durante a Guerra da Libertação, em 1971.

O pontífice deixará uma coroa de flores no local e plantará uma árvore no Jardim da Paz, depois visitará o Museu da Memória para homenagear o considerado pai da pátria, Sheikh Mujibur Rahman, e se reunirá com cinco de seus parentes.

Depois, o papa Francisco irá ao palácio presidencial, conhecido como Bangabhapn, onde se reunirá com o presidente, Abdul Hamid, e fará um discurso às autoridades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos