"Ockhi" se afasta após deixar 20 mortos em passagem por Sri Lanka e Índia

Colombo/Nova Délhi, 1 dez (EFE).- O ciclone "Ockhi" se afastou nesta sexta-feira do litoral indiano e se dirige para as ilhas Laquedivas sem perder força, após deixar em sua passagem 20 mortos e milhares de evacuados no Sri Lanka e no sul da Índia.

No Sri Lanka, as fortes chuvas e ventos que castigam desde quarta-feira a região sul causaram a morte de 11 pessoas, enquanto outras cinco permanecem desaparecidas, informou à Agência Efe o porta-voz do Centro de Gestão de Desastres (DMC, em inglês), Pradeep Kodippili.

"Seis mortos são pescadores que na quarta-feira durante a noite saíram ao mar apesar da divulgação de advertências para não ir. As outras mortes foram causadas por acidentes relacionados com os fortes ventos", afirmou.

Pelo menos 3.509 pessoas foram evacuadas a refúgios e zonas seguras, cerca de 500 casas foram destruídas e outras 16 mil foram parcialmente danificadas, e o alerta vermelho continua ativa em 11 dos 25 distritos do país.

Em Colombo, as autoridades trabalham para restaurar a eletricidade em várias zonas que estão sem fornecimento há três dias.

Ao outro lado do estreito de Palk, a tempestade tropical "Ockhi" deixou pelo menos oito mortos na Índia.

Um porta-voz do Departamento de Gestão de Desastres de Kerala, Rajeev, informou à Agência Efe que pelo menos quatro pessoas morreram como consequência dos fortes ventos e de cabos soltos neste estado do sudeste da Índia, que agora registra intensas chuvas desde ontem.

No vizinho estado Tamil Nadu, quatro pessoas também morreram em eventos relacionados com as chuvas e os ventos, informou à Agência Efe o subcomissário da Autoridade Estatal de Gestão de Desastres de Tâmil Nadu, N. Suresh.

Suresh acrescentou que mais de 1,2 mil pessoas tiveram que ser evacuadas neste estado.

"Ockhi" se situava às 8h45 GMT perto das ilhas Laquedivas e no Mar Arábico, ao sudoeste da Índia e a cerca de 80 quilômetros ao nornoreste da ilha Minicoy.

Segundo o Departamento Meteorológico da Índia, a tempestade se deslocava a 11 quilômetros por hora e é esperado que se intensifique nas próximas 24 horas sobre as ilhas Laquedivas e que se mova para o nornoreste nas seguintes 48 horas.

Em meados de ano, as chuvas associadas à temporada de moção e o ciclone "Amora" deixaram pelo menos 212 mortos e 79 desaparecidos no Sri Lanka.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos