PUBLICIDADE
Topo

Oito feridos em acidente com fogos em Cuba estão em estado grave

26/12/2017 01h11

Havana, 25 dez (EFE).- Oito das 39 pessoas que ficaram feridas num acidente com fogos de artifício em Remedios (centro de Cuba) estão em estado "extremamente crítico", entre elas três crianças, informou nesta segunda-feira a televisão estatal cubana.

Dos feridos, que permanecem internados em dois hospitais da província de Villa Clara, 27 estão em estado de "perigo de vida", e deles, três crianças e cinco adultos apresentam uma situação "extremamente crítica" por causa das queimaduras sofridas.

As seis crianças feridas no acidente têm idades entre 11 e 15 anos e estão internadas no Hospital Infantil José Luis Miranda da cidade de Santa Clara, todos em estado grave.

O fato aconteceu dentro da denominada "área de fogo" do bairro San Salvador de Remedios, supostamente depois que um depósito de fogos artificiais pegou fogo por causa das fagulhas das explosões de fogos de artifício.

Até agora não foram divulgados outros detalhes de como aconteceu o acidente e a imprensa informou que especialistas do Ministério do Interior investigam suas causas.

As "Pândegas" são festas populares de tradição centenária que acontecem no dia 24 de dezembro na localidade de Remedios, onde dois bairros do município, El Salvador e La Carmen, se alternam e desafiam através de música, dança e fogos de artifício.

De acordo com a tradição, uma vez que os sinos da Igreja Paroquial Maior repicam perto da meia noite, cada grupo mostra o segredo protegido por todo um ano: o modelo de carros alegóricos, faróis e fogos de artifício.

As "Pândegas de Remedios" são uma comemoração cultural e folclórica cubana, reconhecida como Patrimônio Cultural da Nação, que começou no ano de 1820 e depois se estendeu a outros 17 povoados e cidades do país.