Suposto bombardeio da coalizão mata 25 civis na Síria

Beirute, 26 fev (EFE).- Pelo menos 25 civis morreram nas últimas horas, entre eles sete menores e seis mulheres, em decorrência de um suposto bombardeio da coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, contra um dos últimos redutos do grupo Estado Islâmico (EI) na Síria, informou nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A fonte afirmou que há também vários feridos, alguns deles em estado grave, razão pela qual não descartou que o número de mortos aumente.

Os aviões da coalizão tiveram como alvo a região de Dahra Aluni, no leste da província síria de Deir ez-Zor e um dos últimos redutos dos extremistas no país.

Nessa área, situada ao leste do rio Eufrates, o EI mantém o controle de quatro cidades.

Ali, a coalizão oferece cobertura aérea às operações terrestres das Forças da Síria Democrática (FSD), um grupo armado liderado por milícias curdas, que enfrentam o EI nessa região.

No passado, Deir ez-Zor foi um dos maiores redutos do EI na Síria junto à província de Raqqa, mas os jihadistas perderam nos últimos meses a maior parte dos seus domínios para as FSD e as forças governamentais sírias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos