Famosa cantora egípcia é condenada à prisão por ironizar o Rio Nilo

Cairo, 27 fev (EFE).- Um tribunal egípcio condenou nesta terça-feira a cantora Sherine Abdelwahab a seis meses de prisão e uma multa de 15.051 libras (US$ 855) por "zombar de maneira injustificada" do rio Nilo durante um concerto, informou à Agência Efe uma fonte judicial.

A polêmica surgiu em novembro durante um concerto na cidade de Al Sharq, quando um dos presentes pediu a Abdelwahab que cantasse sua canção "Não bebeste do Nilo?".

A cantora então respondeu ao presente que se ele "bebesse do Nilo" contrairia "esquistossomose", uma doença aguda e crônica causada por parasitas.

O Tribunal do bairro de Mukattam considerou que essas declarações são irônicas e um insulto ao Estado, em um tempo no qual o Governo tenta ativar o turismo, que foi muito afetado depois da revolução egípcia em 2011.

Em novembro, o Colégio de Músicos do Egito proibiu a atuação da famosa cantora por zombar do rio Nilo, apesar de ela ter se desculpado através de sua conta na rede social Facebook, na qual tem mais de 14 milhões seguidores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos