PUBLICIDADE
Topo

Israel derruba casa de palestino que matou em julho um colono judeu

28/08/2018 06h01

Jerusalém, 28 ago (EFE).- As forças de segurança de Israel demoliram nesta terça-feira, na cidade de Khobar, na ocupada Cisjordânia ocupada, a casa de um palestino, que no mês passado morreu abatido após esfaquear três colonos no assentamento judaico de Adam, matando um deles, informou hoje um porta-voz militar.

"À noite, tropas do Exército, policiais da fronteira e soldados da Administração Civil demoliram a residência do terrorista Muhammad Tariq Ibrahim Dar Yusuf, na aldeia de Khobar, ao norte de Ramallah, em resposta ao ataque perpetrado por ele na comunidade de Adam, no dia 26 de julho de 2018, onde Yotam Ovadia foi assassinado", indicou a nota militar.

Durante a operação, dezenas de palestinos se confrontaram com os soldados israelenses e, segundo afirmou o Exército, "lançaram pedras e bombas caseiras", queimaram pneus e também jogaram fogos de artifício, ao que "as tropas responderam com veículos de dispersão antidistúrbios", sem que houvesse feridos durante a ação.

Após a demolição, o ministro da Defesa israelense, Avigdor Lieberman, escreveu em sua conta do Twitter que "ao sétimo dia do assassinato de Yotam Ovadia, na sua residência, em Adam, eu disse para a viúva e seus pais que em breve destruiríamos a casa do terrorista" e na noite passada "este círculo foi fechado".

O jovem Dar Yusuf, de 17 anos, apunhalou três israelenses no final de julho após saltar a cerca do assentamento de Adam e atacar os três primeiros transeuntes que encontrou, sendo morto em seguida por disparos realizados por um morador local.