PUBLICIDADE
Topo

Erdogan expressa por telefone seus pêsames à família de Khashoggi

23/10/2018 13h01

Ancara, 23 out (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, falou nesta terça-feira por telefone com a família do jornalista opositor saudita Jamal Khashoggi para expressar seus pêsames pelo seu assassinato, cometido por um comando saudita no consulado desse país em Istambul há três semanas.

Citando "fontes presidenciais", o site do jornal "Hürriyet" afirma hoje que Erdogan falou de seu "profundo pêsame" pela morte de Khashoggi e prometeu que a Turquia "seguirá o caso e fará tudo para esclarecer o assassinato".

Em discurso no parlamento de Ancara, Erdogan havia dito hoje que a Turquia dispõe de provas sobre o "assassinato selvagem" do jornalista de 59 anos no consulado e exigiu que os responsáveis possam ser julgados na Turquia.

Segundo o "Hürriyet", o presidente turco falou por telefone com o filho de Khashoggi e outros membros da sua família, e desejou à família "paciência e firmeza".

O jornalista opositor tinha ido no último dia 2 de outubro ao consulado para recolher documentos para poder se casar com sua noiva turca, mas não voltou a sair do edifício.