PUBLICIDADE
Topo

Palestinos condenam ataque contra sinagoga nos EUA

28/10/2018 06h18

Ramala (Cisjordânia), 28 out (EFE).- O Governo da Palestina condenou neste domingo o tiroteio que aconteceu em uma sinagoga em de Pittsburgh, na Pensilvânia (EUA), no qual morreram 11 pessoas e outras seis ficaram feridas.

O Ministério das Relações Exteriores palestino rejeitou "os ataques terroristas contra lugares sagrados de qualquer religião no mundo todo", informa um comunicado.

Ontem, Rob Bowers, um morador de Pitssburg de 46 anos que frequentava redes sociais populares entre grupos supremacistas americanos, entrou armado em uma sinagoga cheia porque se realizava um batismo, em um momento que, além disso, coincidia com o dia de descanso judeu do shabat.

Bowers começou a disparar de maneira indiscriminada contra os presentes / assistentes ao mesmo tempo que gritava: "todos os judeus devem morrer!".

A Promotoria Geral dos Estados Unidos apresentará acusações de "crime de ódio" e vai pedir a pena de morte para o autor, disseram hoje fontes oficiais.