PUBLICIDADE
Topo

Autoridades confirmam 222 mortos e 843 feridos por tsunami na Indonésia

23/12/2018 09h22

Bangcoc, 23 dez (EFE).- Pelo menos 222 pessoas morreram, 843 ficaram feridas e 28 continuam desaparecidas devido ao tsunami que atingiu na noite de sábado o litoral do estreito de Sunda, entre as ilhas de Java e Sumatra, na Indonésia, segundo informou neste domingo a Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB).

Todas as vítimas são indonésias e esses números podem aumentar à medida que as equipes de emergência chegam às áreas afetadas que ainda não receberam assistência.

O distrito de Pandeglang, 100 quilômetros a oeste de Jacarta, é a região mais afetada por enquanto, com 164 mortos e 624 feridos. Além disso, centenas de casas, hotéis, botes e veículos ficaram danificados.

Cerca de 300 funcionários de uma empresa estatal estavam em Pandeglang para assistir a um show de fim de ano. A banda foi surpreendida com o aumento do nível do mar, que arrastou a estrutura do palco contra o público.

As equipes de socorro tentam encontrar possíveis sobreviventes entre os escombros e recomendam que a população local evite se aproximar do litoral.

As autoridades acreditam que o tsunami se formou a partir de um deslizamento de terra submarino produzido pela erupção do vulcão Anak Krakatau, que não ativou os alarmes por não ter ocorrido um terremoto.

"No caso de terremotos, a possibilidade de um segundo tsunami é muito pequena. Mas como este foi causado por uma erupção, o cenário é diferente", explicou Rahmat Riyono, diretor da Agência Meteorológica, Climatológica e Geofísica da Indonésia (BMKG).

As autoridades disponibilizaram vários centros de assistência para as vítimas e deslocados, assim como comida, água, remédios e cobertores.

A Indonésia fica localizada sobre o Círculo de Fogo do Pacífico, uma região de grande atividade sísmica e vulcânica que é atingida a cada ano por cerca de sete mil tremores, a maioria moderada. EFE