PUBLICIDADE
Topo

Ataque armado em Burkina Faso deixa 10 mortos e 2 feridos graves

27/01/2019 19h59

Ouagadougou, 27 jan (EFE).- Pelo menos dez pessoas morreram e duas ficaram gravemente feridas no ataque de um grupo armado realizado na cidade de Sikire, no norte de Burkina Faso, indicaram fontes de segurança.

Vários homens armados atacaram esta aldeia, situada na província de Soum, e deixaram dez mortos, de acordo com o portal "Infowakat". Os autores da ação, ainda não identificados, também incendiaram lojas e roubaram vários veículos. Os feridos foram levados a um hospital da região, de acordo com o site.

A província de Soum é uma das zonas onde o governo decretou em 31 de dezembro o estado de emergência após uma série de supostos ataques terroristas cometidos recentemente em áreas próximas ao Mali. Burkina Faso enfrenta desde 2011 uma onda de insurgência islamita vinda desse país, que agora tem se estendido para o leste, perto da fronteira com Togo e Benin.

O presidente de Burkina Faso, Roch Marc Christian Kaboré, nomeou na semana passada um novo primeiro-ministro depois que o anterior renunciou sem esclarecer os motivos da decisão. A imprensa apontou, no entanto, que a decisão poderia ser devido à recente pressão da oposição, depois que aumentarem os ataques jihadistas no país nos últimos meses.

O estado de emergência foi decretado depois que dez policias morreram e três ficaram feridos em uma emboscada feita por homens armados no final de dezembro na região de Toeni, no noroeste do país, perto da fronteira com Mali.

A situação de segurança piorou nos últimos tempos, e em março de 2018 houve um grande atentado contra a sede do Estado Maior do Exército burquinês e a embaixada da França. EFE