PUBLICIDADE
Topo

Padre Hermann Geissler deixa Congregação do Vaticano após denúncia de abuso

29/01/2019 12h14

Cidade do Vaticano, 29 jan (EFE).- O sacerdote austríaco Hermann Geissler pediu demissão do cargo na Congregação para a Doutrina da Fé após ser acusado por uma freira de abusos durante uma confissão em 2009, informou esta terça-feira a Santa Sé em comunicado.

De acordo com a Congregação, Geissler pediu ontem ao prefeito da congregação, Luis Ladaria Ferrer, para "abandonar o serviço" e a solicitação foi aceita.

"O padre Geissler deu esse passo a fim de limitar o dano causado à Congregação e sua comunidade. Ele reitera que a acusação contra ele não é verdadeira e pede para que seja continuado o processo canônico já iniciado", diz a nota.

Geissler foi acusado pela ex-freira alemã Doris Wagner de comportamento impróprio durante uma confissão em Roma, em 2009. EFE