PUBLICIDADE
Topo

Células do EI operam no nordeste da Síria após terem perdido domínio

20/02/2019 14h29

Beirute, 20 fev (EFE).- Células do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) estão realizando ataques na província síria de Deir ez zor, onde perderam o controle de quase todos os territórios para as Forças da Síria Democrática (FSD), alertou nesta quarta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo a ONG, uma dessas células está por trás da morte hoje de dois membros das FSD, aliança de milícias majoritariamente curdas que controlam o norte e o leste de Deir ez Zor, após ter expulsado o EI da maior parte da região.

O incidente aconteceu no cidade de Al Sabha, onde homens armados a bordo de uma motocicleta abriram fogo contra dois milicianos, que morreram.

O Observatório afirmou que os jihadistas realizam "operações diariamente nas áreas dominadas pelas FSD", tanto em Deir ez Zor, como na província de Raqqa, antigo reduto do EI, e em algumas zonas da província de Aleppo (noroeste).

Na segunda-feira, um membro do EI fez explodiu um colete-bomba em uma sede das FSD na cidade de Al Kasrah, deixado vários feridos.

Já as FSD realizaram no começo desta semana batidas nos povoados de Daman e Al Haynana na qual faleceram três homens iraquianos e a esposa de um deles.

Atualmente, as FSD rodeiam os jihadistas no seu último enclave habitado no leste de Deir ez Zor, a cidade de Al Baguz, mas os radicais também têm presença em zonas desérticas do leste da Síria, segundo o Observatório. EFE