PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 18 o número de mortos em explosão em mina da África do Sul

22/02/2019 15h01

Johanesburgo, 22 fev (EFE).- O número de mortos em uma explosão de gás ocorrida no início deste mês em uma mina de carvão abandonada no leste da África do Sul aumentou para 18 nesta sexta-feira, depois que foram recuperados 13 corpos que estavam presos no local, informaram fontes policiais.

Embora inicialmente tenham sido contabilizadas cinco vítimas mortais, já se estimava que no total havia cerca de 20 pessoas sob a terra em decorrência da explosão.

O balanço de mortos ainda pode aumentar, já que continuam as tarefas de busca na região.

Todas as vítimas do incidente, ocorrido em uma exploração chamada Gloria Coal Mine (170 quilômetros ao leste de Johanesburgo), faziam parte de um grupo que "entrou no domingo, 3 de fevereiro, na mina, com a suposta intenção de roubar cabos de cobre", confirmou hoje a polícia sul-africana em comunicado.

A investigação determinou que, depois da explosão de gás, outro grupo de pessoas tentou entrar na jazida para resgatar os que tinham ficado presos e acabaram tendo o mesmo destino, embora dois deles tenham conseguido escapar do lugar.

Um deles morreu no hospital pouco depois e as equipes de emergência conseguiram recuperar quatro corpos posteriormente.

A falta de oxigênio no interior da mina complicava tanto a possível sobrevivência dos presos como os trabalhos de resgate.

A exploração pertencia ao controverso clã dos Gupta, uma família de empresários de origem indiana que está implicada em vários escândalos de corrupção na África do Sul, e tinha cessado sua atividade no segundo semestre de 2018. EFE