PUBLICIDADE
Topo

ONU alerta que pandemia da Covid-19 está afetando saúde mental das mulheres

21/07/2020 18h37

Bangcoc, 21 jul (EFE).- A Covid-19 está afetando especialmente a economia e saúde mental das mulheres, mais vulneráveis em alguns casos à pandemia, de acordo com um estudo realizado em 11 países da Ásia-Pacífico e apresentado nesta terça-feira pela ONU Mulheres.

Em um comunicado, a agência da ONU indicou que o trabalho não remunerado, a perda de emprego e renda, além do aumento da violência doméstica devido à pandemia podem estar contribuindo para a deterioração mental das mulheres, especialmente as entre 10 e 24 anos.

No relatório, a ONU Mulheres coletou informações através de pesquisas sobre os efeitos do novo coronavírus na população feminina no Afeganistão, Bangladesh, Camboja, Indonésia, Ilhas Salomão, Nepal, Maldivas, Paquistão, Filipinas, Samoa e Tailândia.

Em média, 70% das mulheres nas cidades dos países estudados sofriam de problemas mentais, em comparação com 52% dos homens, segundo o estudo.

As mulheres, particularmente as de Bangladesh, Indonésia, Maldivas e Nepal, sofrem com a falta de espaço nos subúrbios ou pequenas casas onde não conseguem se exercitar e cuidar de si mesmas.

Pesquisas revelam que uma proporção maior de mulheres (35% em comparação com 31% dos homens) viu seu horário de trabalho reduzido no setor formal, enquanto 63% delas viram aumento no trabalho doméstico não remunerado, em comparação com 55% deles.

Além disso, 66% das mulheres registraram uma redução em suas economias, investimentos e propriedades, em comparação com 54% dos homens, de acordo com outros dados coletados no estudo.

O objetivo do relatório é comparar esses dados com os objetivos da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável nesses países e que os governos tenham ferramentas para planejar a ajuda.

"À medida que a crise da Covid-19 se espalhava, temos visto inúmeras vezes notícias de infecções e taxas de mortalidade. Os dados das pesquisas rápidas de avaliação das Mulheres da ONU, no entanto, mostram que as consequências da Covid-19 vão além da saúde física", diz Mohammad Naciri, diretor da ONU para mulheres na Ásia e no Pacífico.

"Mais mulheres estão vendo sua saúde mental ser afetada e estão tendo mais problemas para encontrar atendimento médico e acesso a suprimentos médicos. Ter esses dados é fundamental para planejar respostas de emergência. Caso contrário, estamos tomando decisões às cegas", acrescentou Naciri.