PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Kremlin afirma que 1ª reunião entre Putin e Biden durou quase 2 horas

16/06/2021 20h58

Genebra, 16 jun (EFE).- O primeiro encontro entre os presidentes dos Estados Unidos, Joe Biden, e da Rússia, Vladimir Putin, durou quase duas horas na mansão de Villa La Grange, em Genebra, segundo informou o Kremlin.

"Terminamos o formato reduzido", disse o porta-voz russo, Dmitri Peskov, em referência ao encontro entre os dois presidentes e seus respectivos responsáveis de Relações Exteriores, o russo Sergey Lavrov e o americano Antony Blinken.

O programa inicial previa cerca de uma hora e 15 minutos para este encontro, que aconteceu em uma das bibliotecas do casarão construído no século XVIII.

Finalmente, a reunião durou quase duas horas, segundo Peskov, que acrescentou que agora haverá uma pequena pausa antes da retomada das atividades.

A agenda das conversas iria se concentrar nesta primeira reunião no estado atual e nas perspectivas das relações bilaterais, assim como em estabilidade estratégica, questões de segurança informática e combate ao crime cibernético, além de temas relacionados à cooperação econômica, ao clima, ao Ártico e ao combate ao coronavírus.

Após o intervalo, os dois líderes passarão para o formato ampliado, do qual, além de Putin e Biden, participarão cinco assessores de cada uma das delegações.

Em seguida, ainda haverá uma segunda parte no formato ampliado antes que os líderes ofereçam uma entrevista coletiva de forma separada.

O formato ampliado será dedicado, entre outros temas, a conflitos e crises regionais: Oriente Médio, Síria, Líbia, Ucrânia, Afeganistão, o programa nuclear iraniano e a situação na península coreana e em Nagorno-Karabakh.

Putin e Biden, que se cumprimentaram com um aperto de mão, começaram sua cúpula com uma breve troca de palavras diante de câmeras de televisão de todo o mundo.

Enquanto o presidente americano disse que é sempre melhor realizar um encontro cara a cara, o russo destacou que esperava uma reunião "produtiva".

O primeiro a falar foi Putin, que enfatizou que "muitas questões se acumularam nas relações russo-americanas".

"Espero que nosso encontro seja produtivo", declarou o presidente russo no início do encontro em Villa La Grange.

"Senhor presidente, gostaria de agradecê-lo por sua iniciativa de realizar esta reunião", acrescentou Putin, sentado em uma das bibliotecas da mansão ao lado de Biden, Lavrov e Blinken.

Biden disse "obrigado" depois que seu homólogo russo afirmou que esperava uma reunião produtiva e acrescentou: "Como sempre disse, é melhor encontrar-se cara a cara".

O presidente dos EUA lembrou ainda que durante este dia ambos tentarão determinar onde residem seus interesses mútuos e onde residem seus desacordos.

"Podemos fazer de tudo para discutir os assuntos de maneira profissional e previsível", ressaltou.

Enquanto isso, o caos e a tensão reinavam entre jornalistas americanos e russos, que competiam aos gritos e empurrões para entrar na biblioteca de Villa La Grange.