Investimento em tecnologia está migrando de dispositivos para softwares e serviços--estudo

FRANKFURT (Reuters) - Os investimentos em pesquisa e desenvolvimento das maiores empresas do mundo estão crescendo em serviços e softwares, mas diminuindo rapidamente para produtos físicos, mostrou um estudo anual da empresa de consultoria Strategy, da PwC.

O estudo reflete as atuais prioridades de investimento das mil maiores empresas da América do Norte, Japão, Europa e China e o resto do mundo, mas também mostra como muitas empresas avaliarão seus planos de crescimento futuro.

A necessidade de serem competitivas foi a principal razão citada pelos tomadores de decisões para a mudança para softwares e serviços, com as empresas de mais rápida expansão investindo 25 por cento mais de seus orçamentos que as demais.

O estudo 2016 Global Innovation 1000 divulgado na segunda-feira apontou que, até 2018, o setor de saúde superará o de computação e hardwares eletrônicos como o principal setor de P&D, investindo 165 bilhões de dólares, ante 159 bilhões.

Até 2020, os orçamentos de P&D de softwares e internet de 129 bilhões de dólares devem superar a pesquisa automotiva, com estimava de 105 bilhões de dólares. Isto reflete parcialmente o esforço agressivo das montadoras e indústrias para desenvolver novos softwares e conectar veículos, linhas de montagem e produtos finalizados à internet.

O investimento total em P&D das mil maiores empresas deve ficar estável este ano, a 679,8 bilhões de dólares, refletindo o impacto do dólar forte. Excluindo movimentos monetários, o investimento em pesquisa e desenvolvimento subiria 6 por cento.

(Por Eric Auchard)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos