Alemanha deve sair do calendário da Fórmula 1 em 2017

Por Alan Baldwin

ABU DHABI (Reuters) - O Grande Prêmio da Alemanha deve ser retirado do calendário da Fórmula 1 no próximo ano por razões financeiras, apesar de o piloto alemão Nico Rosberg ser o favorito para vencer o título mundial neste fim de semana e do domínio da equipe Mercedes.

O chefe do circuito de Hockenheim, George Sieler, disse segundo a mídia alemã que os riscos econômicos de realizar o evento em anos seguidos é muito grande para o circuito, que realizou competição nesta temporada e tem contrato para 2018.

Sob acordo de alternância, a competição de julho de 2017 seria em Nuerburgring, mas os donos do circuito não pagaram as taxas de hospedagem, e a corrida também ficou fora do calendário na temporada passada.

A Alemanha foi listada na programação provisória de 21 corridas de 2017 com um asterisco, ao lado do Canadá e Brasil. Estas corridas agora são esperadas para acontecer, com ingressos à venda no Canadá na quinta-feira.

O calendário oficial é programado para ser aprovado pela FIA no final do mês.

Não houve confirmação imediata do chefe comercial do esporte, Bernie Ecclestone, embora ele tenha soado pessimista recentemente sobre o futuro da Alemanha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos