CEO da Petrobras reforça que ajuste de preço depende de petróleo e câmbio

SÃO PAULO (Reuters) - A decisão da Petrobras sobre o valor de seu combustível na refinaria, que agora é tomada formalmente por um comitê pelo menos uma vez por mês, leva em conta algumas variáveis, como preço do petróleo e câmbio, que não podem ser controladas pela estatal, disse nesta segunda-feira o presidente da petroleira, Pedro Parente, em apresentação durante evento do setor de açúcar e etanol.

"Estamos revendo a situação de mercado pelo menos uma vez por mês... o fato de que nas últimas duas vezes reduzimos o preço, isso não significa que isso será comportamento permanente, porque como eu disse não depende da empresa, mas do mercado internacional e da taxa de câmbio, que estão fora do alcance da empresa", afirmou ele.

Nas decisões do Grupo Executivo de Mercado e Preços, a Petrobras pode manter, reduziu ou aumentar os preços dos combustíveis nas refinarias, segundo a nova política da empresa anunciada em outubro.

(Por Luciano Costa e Marcelo Teixeira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos