PUBLICIDADE
Topo

Pessoa mais velha do mundo comemora 117 anos na Itália

Emma Morano apaga as velas de bolo durante comemoração de seus 117 anos - Alessandro Garofalo/ Reuters
Emma Morano apaga as velas de bolo durante comemoração de seus 117 anos Imagem: Alessandro Garofalo/ Reuters

Crispian Balmer

Em Verbania (Itália)

29/11/2016 12h02

Emma Morano, que se acredita ser a pessoa mais velha do mundo e a última nascida nos anos 1800, comemorou seu 117° aniversário nesta terça-feira (29) ainda mantendo sua dieta de dois ovos crus por dia.

Emma nasceu em novembro de 1899, quatro anos depois de os irmãos Wright terem voado pela primeira vez. Sua vida cobriu duas guerras mundiais e mais de 90 governos italianos.

Amigos, vizinhos e seu médico se reuniram em seu pequeno apartamento em Verbania, cidade do norte do país às margens do lago Maggiore, para celebrar o novo marco, presenteando-a com um grande bolo de aniversário.

"Minha vida não foi muito fácil", disse ela sentada em uma cadeira de braço junto à janela, com um xale branco sobre os ombros. "Trabalhei em uma fábrica até os 65 anos, depois, assunto encerrado".

Em uma entrevista ao jornal La Stampa concedida cinco anos atrás, ela contou que seu noivo morreu na Primeira Guerra Mundial e que depois foi obrigada a se casar com um homem que não amava.

"Ou você concorda em se casar comigo ou eu mato você", contou Emma, lembrando da proposta. "Eu tinha 26 anos. Casamos".

Não foi um casamento feliz. Eles tiveram um filho em 1937, mas o menino morreu com seis meses de idade e no ano seguinte Emma expulsou seu marido abusivo.

"Separei-me dele em 1938. Acho que fui uma das primeiras na Itália a fazê-lo".

Emma mora sozinha e já perdeu todos seus oito irmãos e irmãs, incluindo um que morreu aos 102 anos. Já ela vem se mantendo apesar de sua dieta nada ortodoxa e balanceada.