Vale pressiona e Ibovespa recua em sessão negativa para commodities metálicas

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado acionário brasileiro operava no vermelho, com o principal índice da Bovespa pressionado pela baixa das ações da Vale após as fortes altas recentes e em sessão marcada pela queda de commodities metálicas e do petróleo.

Às 11:12, o Ibovespa caía 1,09 por cento, a 62.170 pontos. O giro financeiro era de 744,1 milhões de reais.

O cenário político local continua no radar dos investidores, que aguardam votação em primeiro turno no Senado da medida que limita o crescimento da dívida pública, prevista para esta terça-feira.

O resultado da votação será crucial para mostrar se o governo do presidente Michel Temer conseguiu atravessar a mais recente crise política, que levou à demissão do ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima, e avançar as medidas consideradas importantes para a recuperação da economia.

DESTAQUES

- VALE PNA caía 2,44 por cento e VALE ON perdia 3,26 por cento, acompanhando a baixa dos preços do minério de ferro, após as fortes altas recentes. Até o fechamento de segunda-feira, as ações PNA acumulavam no mês alta superior a 33 por cento, enquanto os papéis ON tinham ganhos de 40 por cento. O mercado aguarda ainda o encontro da mineradora com investidores em Nova York, que acontece nesta sessão, onde a empresa deve divulgar projeções para seus negócios.

- PETROBRAS PN recuava 1,1 por cento e PETROBRAS ON cedia 1,3 por cento, alinhada ao declínio das cotações do petróleo no mercado internacional, em meio a sinais de que os principais produtores de petróleo estão com dificuldades em chegar a um acordo para cortar a produção e reduzir o excesso de oferta global. [O/R]

- GERDAU PN caía 2,74 por cento, CSN recuava 3,22 por cento e USIMINAS PNA perdia 2,84 por cento, entre os destaques negativos do Ibovespa em meio à fraqueza dos preços das commodities metálicas.

- ITAÚ UNIBANCO tinha desvalorização de 0,84 por cento, após subir mais de 2 por cento na véspera, adicionando pressão sobre o Ibovespa, dado o peso que os papéis têm em sua composição.

- SUZANO PAPEL E CELULOSE PNA avançava 4,23 por cento, entre as poucas altas do Ibovespa. Entre os destaques, atenção para notícia de que a Suzano concluiu captação de 1 bilhão de reais com a emissão de certificados de recebíveis do agronegócio (CRA) e que planeja usar parte dos recursos para recomprar papéis no mercado e reduzir o custo médio da dívida.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos