China vai relaxar barreiras ao investimento estrangeiro no setor financeiro

PEQUIM (Reuters) - A China anunciou nesta sexta-feira planos para permitir mais investimento estrangeiro em bancos, seguros e títulos, entre outros, como parte de uma abertura mais ampla da segunda maior economia do mundo.

As medidas podem aliviar algumas frustrações entre as empresas estrangeiras sobre a falta de acesso, embora as orientações emitidas pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma não apresentassem muitos detalhes.

O documento emitido listou setores prioritários para a liberalização, mas a extensão e o cronograma das reformas não ficaram claros.

O foco sobre a liberalização do setor financeiro deve sustentar a mudança estratégica da China na direção de serviços, para reduzir a dependência das indústrias tradicionais para o crescimento.

Outras empresas destinadas à abertura no setor de manufatura incluem as de equipamentos de transporte ferroviário, motocicletas, óleos comestíveis e etanol.

(Por Kevin Yao e Engen Tham)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos