Obama acaba com política especial de imigração para cubanos, diz Casa Branca

WASHINGTON (Reuters) - O governo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está encerrando uma política que concedia residência a cubanos que chegavam aos Estados Unidos sem visto, confirmou a Casa Branca em nota nesta quinta-feira, após várias fontes do Congresso informarem sobre a mudança.

A mudança na política, conhecida como "pés secos, pés molhados" entra em vigor imediatamente. O Departamento de Segurança Interna também está encerrando uma política para profissionais médicos cubanos, conhecido como o programa de condicional.

A mudança na política, que vinha sendo trabalhada há meses, foi feita abruptamente porque o aviso prévio pode ter motivado milhares de cubanos a navegar o mar entre a ilha e a Flórida para bater o prazo. "Caso contrário, você colocaria vidas em risco", disse um assessor do Congresso.

Os Estados Unidos e Cuba passaram diversos meses negociando a mudança, incluindo um acordo de Cuba para permitir que aqueles que forem negados pelos EUA retornem, disse uma autoridade do governo, segundo a agência Associated Press.

(Por Patricia Zengerle e Eric Beech)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos