Centros judaicos nos EUA relatam mais uma onda de ameaças

NOVA YORK (Reuters) - Centros comunitários e escolas judaicas em pelo menos 11 Estados norte-americanos relataram ter recebido ameaças de bomba nesta segunda-feira, disse a Associação de Centros Comunitários Judaicos da América do Norte, a quinta onda de ameaças desse tipo neste ano, algo que tem alimentado os temores sobre uma volta do antissemitismo.

As ameaças, que pareciam ter sido todas trotes, foram recebidas em Alabama, Delaware, Flórida, Indiana, Maryland, Michigan, Nova Jersey, Nova York, Carolina do Norte, Pensilvânia e Virgínia. Para alguns centros, foi a segunda ou terceira ameaça neste ano.

"Membros da nossa comunidade precisam ver ação rápida e conjunta das autoridades federais para identificar e capturar o responsável ou responsáveis, que estão tentando trazer ansiedade e medo para as nossas comunidades", afirmou em comunicado David Posner, diretor da associação de centros judaicos.

Grupos judaicos, o presidente dos EUA, Donald Trump, e autoridades israelenses já condenaram esse aumento da intimidação e também o vandalismo em cemitérios judaicos.

No domingo, a polícia disse que cerca de cem sepulturas foram danificadas num cemitério judaico na Filadélfia, uma semana depois de um ato de vandalismo similar em St. Louis.

Sean Spicer, porta-voz da Casa Branca, tratou do vandalismo na sua entrevista desta segunda-feira.

(Reportagem de Jonathan Allen)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos