Chefe da OEA acusa presidente venezuelano de "auto-golpe"

CARACAS (Reuters) - O chefe da Organização dos Estados Americanos (OEA) acusou o governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, de dar um "auto-golpe", nesta quinta-feira, depois de a Suprema Corte assumir as funções do Congresso.

"As sentenças da Suprema Corte ... são os últimos golpes com os quais o regime subverte a ordem constitucional do país e acaba com a democracia", disse o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, em um comunicado.

(Por Andrew Cawthorne)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos