Trump diz que vazamentos de inteligência são "profundamente preocupantes"

BRUXELAS (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se comprometeu nesta quinta-feira a punir qualquer um pego vazando dados de inteligência norte-americana depois que a polícia britânica parou de compartilhar informações sobre o ataque de Manchester com os Estados Unidos.

Em comunicado divulgado depois que Trump chegou no quartel-general da aliança militar da Otan, o presidente disse que vai buscar uma revisão oficial para pôr fim aos vazamentos que ele disse que representam uma séria ameaça de segurança.

"Os supostos vazamentos por parte de agências do governo são profundamente preocupantes", disse Trump em comunicado. "Eu estou pedindo que o Departamento de Justiça e a outras agências relevantes lancem uma revisão completa desse assunto, e se for apropriado, o culpado deve ser processado na completa amplitude da lei."

Ele disse que a relação entre os Estados Unidos e o Reino Unido é a mais estimada de todos as relações dos EUA.

(Reportagem de Steve Holland)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos