EUA pede que Estados árabes cheguem a uma solução para disputa com Catar

WASHINGTON (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, disse neste domingo que o Catar e os quatro Estados árabes que impuseram um boicote ao pequeno e rico vizinho deveriam sentar-se juntos para chegar a uma solução.

"Um próximo passo produtivo seria os países sentarem juntos e continuarem esta conversa", disse Tillerson, em um comunicado. "Nós acreditamos que nossos aliados e parceiros são mais fortes quando estão trabalhando juntos por um objetivo que, todos concordamos, é parar o terrorismo e enfrentar o extremismo".

Arábia Saudita, Egito, Bahrein e Emirados Árabes enviaram uma lista com 13 exigências aparentemente voltadas para o desmonte da política externa intervencionista de duas décadas do Catar. O Kuwait está ajudando a mediar a disputa. 

"Uma retórica mais branda também ajudaria a diminuir a tensão", disse Tillerson, acrescentando que os Estados Unidos continuarão em contato próximo com todos os países envolvidos. 

(Por Lindsay Dunsmuir)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos