Chantagista pede milhões de euros para não envenenar alimentos em mercados da Alemanha, diz polícia

Por Riham Alkousaa

BERLIM (Reuters) - Um homem colocou veneno potencialmente letal em alimentos, incluindo comidas para bebês, à venda em alguns supermercados da Alemanha, em um esquema de extorsão com objetivo de conseguir milhões de euros, afirmou a polícia alemã nesta quinta-feira.

Nenhum caso de envenenamento foi relatado até agora.

A polícia disse que o suposto agressor enviou um email após colocar quantidades de veneno em produtos à venda em alguns supermercados no sul da Alemanha, no início de setembro, e que agora está ameaçando fazer o mesmo por todo o país e em outros lugares na Europa, caso não receba milhões de euros.

"Nós estamos levando a ameaça muito a sério", disse Uwe Stuermer, vice-chefe de polícia da cidade de Konstanz. "Não há motivo para pânico ou histeria", acrescentou, pedindo que consumidores tomem cuidado com embalagens adulteradas quando forem fazer compras.

A polícia está buscando por um suspeito que pôde ser visto em um vídeo de segurança de um dos supermercados, em uma cidade perto de Konstanz, que parece ser um homem de cerca de 50 anos. As imagens foram divulgadas para ajudar na busca.

A polícia afirmou ter encontrado alguns alimentos para bebês com etilenoglicol, um líquido sem cor e odor, usado na produção de anticongelante, que pode ser letal se consumido.

"O caso é difícil porque o chantagista não disse quais alimentos serão alvo e qual veneno ele irá usar", disse uma autoridade de proteção do consumidor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos