Aliados conservadores de Merkel esperam formar coalizão até fim do ano apesar de obstáculos

BERLIM (Reuters) - Os aliados da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, na Baviera, ainda esperam que um governo de coalizão tripartite possa ser formado até o fim do ano, apesar de negociadores terem feito pouco progresso nas conversas desta semana, disse uma autoridade de alto escalão do partido nesta sexta-feira.

Merkel está tentando unir sua aliança conservadora, que consiste na sua União Democrata-Cristã (CDU) e na União Social-Cristã (CSU), da Baviera, em um pacto com os Verdes e o pró-empresariado Partido Democratas Livres para formar um governo. Os conservadores ficaram em primeiro lugar em uma eleição deste mês, mas perderam assentos e dependem de apoio.

Depois de se reunirem durante 11 horas na quinta-feira, os três campos se resignaram a voltar a conversar na semana que vem devido ao pouco progresso obtido nos temas contenciosos da imigração e da política climática.

"Nosso objetivo é que em meados de novembro as conversas exploratórias estejam em um estágio no qual possamos dizer aos nossos comitês (partidários) 'sim, isto funciona, vamos iniciar negociações concretas'", disse Manfred Weber, veterano do CSU envolvido nas conversas.

"E depois espero que tenhamos um novo governo até o final do ano", disse ele à emissora Bayerischer Rundfunk, mas acrescentou: "Será muito difícil".

A imigração foi a questão mais polêmica na quinta-feira. Muitos conservadores querem adotar uma postura mais rígida, já que atribuíram o revés eleitoral à decisão de Merkel de abrir o país para mais de um milhão de imigrantes, a maioria do Oriente Médio, em 2015 e 2016.

(Por Paul Carrel)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos