PUBLICIDADE
Topo

Kremlin observa que indiciamento de ex-gerente de campanha de Trump não cita Rússia

31/10/2017 08h51

MOSCOU (Reuters) - O Kremlin afirmou nesta terça-feira que o indiciamento nos Estados Unidos de um ex-gerente de campanha do presidente norte-americano, Donald Trump, não cita qualquer interferência russa na política dos EUA.

Investigadores federais norte-americanos que apuram suspeita de interferência russa na eleição presidencial de 2016 dos EUA --que Moscou nega-- indiciaram o ex-gerente de campanha Paul Manafort e outro ex-assessor da campanha, Rick Gates, de diversos crimes, incluindo lavagem de dinheiro, por ligação com autoridades da Ucrânia.

(Reportagem de Andrew Osborn, Dmitry Solovyov, Katya Golubkova)