Partido de Merkel concorda em buscar grande coalizão para governar Alemanha

Por Andreas Rinke e Madeline Chambers

BERLIM (Reuters) - Líderes do partido conservador da chanceler alemã, Angela Merkel, concordaram no domingo em buscar uma "grande coalizão" com o Partido Social Democrata (SPD) para superar um impasse político que afeta a maior economia da Europa.

Merkel, cujo quarto mandato foi colocado em dúvida há uma semana quando negociações sobre uma coalizão de três partes com o pró-mercado Partido Democratas Livres da Alemanha (FDP) e os Verdes fracassaram, recebeu um colete salva-vidas do SPD na sexta-feira.

Sob intensa pressão para preservar a estabilidade e evitar novas eleições, o SPD voltou atrás em seu posicionamento e concordou em conversar com Merkel, elevando a probabilidade de uma nova grande coalizão, que tem governado durante os últimos quatro anos, ou de um governo de minoria.

"Nós temos a firme intenção de ter um governo efetivo", disse a repórteres Daniel Guenther, premiê conservador do Estado de Schleswig Holstein, após uma reunião de quatro horas com a liderança da União Democrata-Cristã (CDU) de Merkel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos