Rússia não irá apoiar tentativa dos EUA de modificar acordo nuclear do Irã, diz chanceler

MOSCOU (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse nesta segunda-feira que Moscou não irá apoiar tentativas de Washington de modificar o acordo nuclear do Irã.

Lavrov falou dias após o presidente dos EUA, Donald Trump, dizer que iria renovar a suspensão das sanções nucleares contra o Irã pela última vez para dar a Washington e seus aliados europeus uma chance de corrigirem as "terríveis falhas" do acordo nuclear de 2015.

"Nós não iremos apoiar o que os Estados Unidos estão tentando fazer, mudando as palavras do acordo, incorporando coisas que serão absolutamente inaceitáveis para o Irã", disse Lavrov durante entrevista coletiva em Moscou.

O chanceler da Rússia, que destacou que Moscou irá trabalhar para preservar o acordo nuclear existente com o Irã, também alertou que o colapso do acordo pode ser prejudicial para dialogar com a Coreia do Norte.

"Caso o acordo seja colocado de lado e seja dito ao Irã 'mantenha suas obrigações ou nós iremos impor sanções novamente', então você precisa colocar a Coreia do Norte em seu lugar", disse Lavrov.

"Eles estão recebendo promessas de que sanções serão suspensas caso abandonem o programa nuclear. Eles irão abandonar, mas ninguém irá suspender as sanções contra Pyongyang", acrescentou.

(Reportagem de Jack Stubbs)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos