EUA vão implementar atualizações de segurança para programa de refugiados

Por Yeganeh Torbati

WASHINGTON (Reuters) - As novas atualizações de segurança para o programa de acolhimento de refugiados dos Estados Unidos ajudarão a impedir a entrada de criminosos e outras pessoas suspeitas de nações de alto risco no país, disse a secretária do Departamento de Segurança Interna nesta segunda-feira.

Falando em um evento público em Washington, Kirstjen Nielsen não deu maiores detalhes e disse que as atualizações seriam anunciadas ainda nesta segunda-feira.

As novas medidas evitarão que o programa de refugiados "seja explorado por terroristas, criminosos e fraudadores", explicou. "Estas mudanças não somente melhorarão a segurança, mas nos ajudarão a avaliar melhor os refugiados legítimos fugindo da perseguição, o que é importante".

Desde que tomou posse no ano passado, o presidente norte-americano, Donald Trump, reduziu o número de refugiados acolhidos pela nação e congelou o programa por quatro meses. Ele também instituiu exigências de verificação mais rigorosas e desistiu das negociações de um pacto voluntário para lidar com a migração global.

Dados do Departamento de Estado dos EUA mostram que a quantidade de pessoas aceitas no país como refugiadas despencou após a adoção das novas restrições do governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos