Advogado de Trump tentará impedir processo de difamação de atriz pornô

WASHINGTON (Reuters) - Michael Cohen, o advogado pessoal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tentará impedir nesta sexta-feira uma ação civil de difamação apresentada pela atriz pornô Stormy Daniels, cujo advogado disse acreditar que Cohen se recusará a testemunhar se a iniciativa fracassar.

Na quinta-feira Cohen notificou o Tribunal Distrital de Los Angeles que pretende pedir uma suspensão do processo de Stormy contra si e Trump "devido a fato de que uma investigação criminal em andamento se sobrepõe aos fatos deste caso", uma referência à possibilidade de seu depoimento ser usado pelos procuradores para preparar um processo criminal relacionado visando o próprio Cohen.

Cohen, que negou qualquer irregularidade, está no centro de uma polêmica relativa a um pagamento de 130 mil dólares à atriz, cujo nome verdadeiro é Stephanie Clifford. Ela alegou que fez sexo com Trump uma vez em 2006 e que foi paga pouco antes da eleição de 2016 para silenciar a esse respeito. Stormy afirma que as negativas de Cohen o retratam como um mentiroso e o processou por difamação.

O FBI fez buscas no escritório e na casa de Michael Cohen na segunda-feira, parte de um inquérito sobre possíveis fraudes bancárias e tributárias e possíveis violações de campanha ligadas ao pagamento, disse à Reuters uma fonte a par da investigação.

(Por Lisa Lambert e Karen Freifeld)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos