PUBLICIDADE
Topo

Mais da metade dos alemães acha que SPD deve deixar coalizão de Merkel, mostra pesquisa

31/10/2018 08h07

BERLIM (Reuters) - Mais da metade dos alemães gostaria que o Partido Social-Democrata (SPD), parceiro de coalizão da chanceler Angela Merkel, deixasse o governo, com apenas os apoiadores da própria legenda conservadora de Merkel dizendo querer que os sociais-democratas permaneçam, indicou uma pesquisa nesta quarta-feira.

O levantamento, conduzido pelo instituto Civey para o portal de notícias t-online.de, fortalece a ala mais radical do SPD, que diz que o partido não tem chance de se recuperar de uma série de derrotas eleitorais recentes se continuar no governo.

A pesquisa, que entrevistou 5.098 pessoas entre os dias 28 e 30 de outubro, indicou que 52 por cento dos alemães acreditam que o SPD deve deixar a coalizão, depois que Merkel anunciou que irá renunciar como líder da União Democrata-Cristã (CDU), mas permanecer como chanceler.

Caso o SPD deixe a coalizão governista, o bloco conservador de Merkel perderia sua maioria no Parlamento.

(Reportagem de Thomas Escritt)