PUBLICIDADE
Topo

Investigadora da ONU de caso Khashoggi se encontrará com procurador de Istambul

28/01/2019 16h32

ISTAMBUL/GENEBRA (Reuters) - A investigadora de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) a cargo de um inquérito internacional sobre o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi se encontrará com o procurador-geral de Istambul na terça-feira, informou a Procuradoria-Geral.

A relatora especial Agnès Callamard, que fará uma visita de uma semana à Turquia com uma equipe forense e legal, se reuniu com o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, nesta segunda-feira.

    Khashoggi, um colunista do jornal Washington Post, foi assassinado dentro do consulado saudita em Istambul em 2 de outubro. Agências de inteligência norte-americanas acreditam que o governante de fato da Arábia Saudita, o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, ordenou uma operação para matar Khashoggi, cujo corpo foi esquartejado.

    Kenneth Roth, diretor-executivo da Human Rights Watch, disse a repórteres em um evento em Genebra que Agnès está tentando tratar da questão da autorização.

    "Não há dúvida de que esta foi uma operação do governo saudita, mas a linha do governo é que foi uma operação ilegal de pessoas que de alguma forma não tinham nada a ver com o príncipe herdeiro, embora vários de seus assessores próximos estivessem envolvidos intimamente, e houve uma ligação a Riad para dizer ao chefe que a coisa estava feita", disse.

    "Então o que a relatora especial irá analisar é que indícios existem para apontar a responsabilidade do príncipe herdeiro", ele acrescentou.